O termo Performance vem do em inglês se refere à um movimento que se consolidou como uma linguagem artística.

Influenciados pelo Futurismo, Dadaismo e confrontando modelos de expressão que elevavam o valor da arte como objeto: “a obra de arte”, “a obra prima” e mesmo o expressionismo abstrato dos anos 60, artistas de diversas áreas e segmentos partiram para a Performance como maneira de expressar suas ideias quase sempre com  motivação anárquica.

Características Principais da Performance

Presencial e com plateia

no teatro, entre a vida e a arte que se cria, existe uma linha que as separam, mesmo que por vezes essa linha seja tênue; já na performance, quando há essa linha, ela é uma linha que flui,  não separa. O ser performático é o personagem e a sua vida, naquele recorte, é a criação artística.
Mariana Abramovic e Ulay na Performance “The Space in Between” (O Espaço do vão) Os convidados eram obrigados a passar entre eles.

E aí está a sua grande semelhança com o teatro. Mas essa semelhança não vai muito longe disso, pois no teatro, entre a vida e a arte que se cria, existe uma linha que as separam, mesmo que por vezes essa linha seja tênue; já na performance, quando há essa linha, ela é uma linha que flui,  não separa. O ser performático é o personagem e a sua vida, naquele recorte, é a criação artística.

 

Performance e O Corpo como Local

Se opondo à ideia de uma arte objeto, que se compra se leva ou se repete em temporadas, a Performance só ocorre com o corpo presente do performer e o corpo é a performance, por isso é efêmero
A brasileira Mácia X em sua Performance “Pancake” (2001).

Se opondo à ideia de uma arte objeto, que se compra se leva ou se repete em temporadas, a Performance só ocorre com o corpo presente do performer e o corpo é a performance, por isso é efêmero.

Aqui se assemelha à dança, porém a dança se preocupa menos com a realidade do bailarino, focando-se na experiência física criativa.

 

Performance e Transgressão

Parece que o rompimento da performance com convenções e tradições é uma máxima da arte performática. Em especial os artistas plásticos que se viam limitados por formas acadêmicas ou imposições de paradigmas socioculturais, buscavam a performance como libertação e enfrentamento.
Performance de Guilhermo Gomez-Pena

Parece que o rompimento com convenções e tradições é uma máxima da arte performática. Em especial os artistas plásticos que se viam limitados por formas acadêmicas ou imposições de paradigmas socioculturais, buscavam a performance como libertação e enfrentamento.

Interdisciplinaridade

A Performance se apropria livremente de qualquer outra arte ou mesmo atividades não artísticas como cozinhar, práticas esportivas e até mesmo experimentos científicos em seus procedimentos.  Para exemplificar experimentos científicos podemos citar Laurie Anderson (imagem no alto e abaixo) quem em

Adelaide Festival 2013 – Laurie Anderson performs of “Duets on Ice” with her feet in skates encased in blocks of ice at the at the Anne and Gordon Samstag Museum, Adelaide.

uma de suas performances   se apresentava sobre um par de patins de gelo com suas lâminas previamente congeladas cada um em um  cubo de gelo. Ela calculava a temperatura e previa o tempo que os cubos de gelo demorariam para derreter. Elaborava um playback musical com esse tempo. Se apresentava tocando violino com o playback ao fundo e a música deveria acabar ao mesmo tempo que o gelo.

 

 

 

 

 

Livros sobre e de alguns artistas performáticos importantes:

 

 

 

Leitura Recomendada

Transparência: Ao clicar, você será direcionado ao site de compras da Amazon.com.br, pois é um site de compras que confio, onde publico meus livros e onde adquiro obras de outros autores, sempre com total segurança.

 

 

 

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this